Dashboard STAR WARS REBELLION

Remove these ads by supporting Kanka or boosting a campaign.

Instigator
Gideon Argus

Após a Aventura Captura da IGV-55 emboscada onde os PJs roubaram uma nave de vigilância imperial IGV-55, a CR90 em que estão Kiandra Hagui e Syrax Holwinparte para o hiperspaço em direção ao planeta Boonta 

O General Gideon Argus se dirige a recém condecorada Kiandra e pede para que ela se apresente para uma nova missão de resgate de Ikurrece Bricnick um informante infiltrado, que foi capturado pelo serviço de contra-inteligência Hutt naquele planeta. Kiandra Hagui prontamente aceita a missão e espia a reação de Syrax Holwinsobre a sua aceitação.

Em seguida o General Gideon pergunta à Syrax se ele deseja acompanhar Kiandra nessa missão, mediante o pagamento de créditos. Ele também aceita e ambos decidem pegar todo o equipamento necessário para cumprir.

Equipamento de Syrax: carga total: 7 blaster dano:6 crit 3 (carga 1) (mod atordoante) (pc:3), 5x steam pack, 3x ração emergência(0), equip invasão de sistemas(2), arrombador eletrônico (1), datapad (1), bastão luminoso(1), equip escalada(1), munição extra(1), cinto de utilidade+1

Equipamento de Kiandra: Carga Máx: 1+5=1(cinto)=7  Commlink 0, Eletrobinóculo 1, Scanner Portátil 0, 1 rastreador de vigilância 0, 5 Stimpack, 3 Ração de emergência, Bastão luminoso 1, Blaster 1 (6 dano, crítico 3, alcance médio, carga 1, modo atordoante, PC [3]) Célula de Energia 1, Cinto Utilidades [+1], Carga Total: 5

A CR-90 já se encontra no espaço Hutt sem qualquer autorização e navega em direção à Boonta apesar de não pode ingressar próximo à sua órbita. [1 Dia]

Trata-se de um planeta muito criterioso com a entrada de estrangeiros e fortemente protegido por naves Hutt. Enquanto isso a CR-90 emite sinais buscando obter contrabandista para levar os Syrax e Kiandra.

Uma nave HWK-290 contrabandista atende o chamado, mas a CR-90 acaba por também atrair a atenção das naves Hutt. Kiandra e Syrax estão prestes a embarcar quando são surpreendidos por uma esquadra Hutt de 3 naves M22-T Krayt Gunship.

M22-T Krayt Gunship

Kiandra decide ingressar na HWK-290 e ajudar os contrabandistas no combate, e Syrax decide pilotar em uma das 4 X-Wing transportadas pela CR-90.

A esquadrilha de X-Wing ganha desembarca da CR-90 antes das M22-T estarem na faixa de alcance de combate.

O esquadrão X-Wing é composto por 1 Star fighter Squad Ace Leader, 2 Wingmans, e Syrax que se apossou de um X-Wing quando o combate começou.

Enquanto as M22-T partem em linha reta para destruir a nave capital, a HWK-90 vai para um lado enquanto o esquadrão de X-Wings voam pelo outro objetivando flanquear as M-22.

As X-Wing aceleram em máxima potência e conseguem desferir ataques nas traseiras das M-22 que estavam com os escudos voltados para frente para se protegerem dos armamentos pesados da CR-90.

 

Sessão de 15/05/2020


Tanto as X-Wing quanto as M-22 dispararam muitos armas com propagação de choques em área que danificaram seriamente as 4 X-Wings, de forma que as duas que sobraram ficaram com 1 P.V. cada! Syrax precisou acelerar em potência máxima e fugir para Boonta.

A nave praticamente colapsou ao ingressar na atmosfera de Boonta e o pouso forçado foi necessário.

Enquanto isso a Frotilha Rebelde tentava se livrar da ultima nave de patrulha Hutt. E a ultima X-Wing que permaneceu no espaço conseguiu fazer um ataque com um Torpedo de Proton que destrói a nave. A onda de choque desse torpedo acertou também a HWK-290 mas não o suficiente para causar um dano, e também chega em Boonta, mas sem nenhuma localização da X-Wing de Syrax.

Sessão de 16/05/2020

Com a velocidade que Syrax entrou na atmosfera de Boonta para minimizar a possibilidade de sofrer qualquer outro dano, o estresse a nave sofreu 8 de fadiga e a unidade r2d2 acoplada sofreu 3 pontos de vida. Um metro antes tocar ao solo a unidade r2d2 ejeta usando o empuxo de seus foguetes.

Syrax sofreu muito com a força gravitacional tentando equilibrar os danos sofridos pela nave e pela unidade r2d2 e quase desmaiou (4 pontos de fadiga) fora a fadiga de estar acordado desde que sequestrou a Captura da IGV-55 emboscada Os últimos raios de sol já não existem quando Syrax toca as areias da Boonta.

Syrax apaga e acorda muito bem disposto (sem fadiga), porem com muita fome e sede. O dia está raiando...  ouve sons distantes de naves patrulhas muito distantes.  A unidade R2D2 está do outro lado da nave. É possível ver perto de umas luzes muito fortes vindo do lado direito da nave, proveniente da tentativa do R2D2 soldá-la.

Syrax diz que está com sede e precisa andar até a cidade.

Syrax começa a falar de agua e andar no deserto, o R2 fica meio bolado com alguma das frases e pensa sobre a outra. Ele dá umas cabeçadas na nave na altura do cockpit e encontra os consumíveis da X-Wing (duram 1 semana), a própria mochila com equipamentos, e 1 outra pistola leve blaster.

XP: Presença 1: Objetivo: preservar o RD2 no pouso: 1 (lembrando que está chamuscada e precisa de reparos) assegurar a nave: 1 (tb precisa de reparos)


Sessão de 26/06/2020

Syrax caminha sem rumo no deserto por 1 dia. Enquanto isso Kiandra solicita que os contrabandistas façam vôos de reconhecimento na área. Kiandra, após procurar por um dia, consegue rastrear a X-wing no deserto.

Kiandra utiliza o commlink para encontrar Syrax e após se econtrarem eles fazem um novo pedido para os contrabandistas para deixá-los à 10 km da Outpost Hutt no deserto.

Syrax e Kiandra decidem esperar até a noite para agir. Os jogadores infiltram furtivamente no Unknown enquanto os guardas estão dando uma ronda noturna.

Conseguem desacordar um guarda e obter informações que o alvo não está no local e está numa base denominada SC-6, cuja localização não sabem precisar. Após isso fogem com duas speeder bikes e com esse guarda como refém. Os PJs deixam o local e vão em direção à cidade.

XP: Syrax [10 XP], Kiandra [15].
Obs.: +1 dia. Os PJs pegaram uma pistola blaster do agente.

[Jogo em andamento]